Translate to English Translate to Spanish Translate to French Translate to German Google-Translate-Portuguese to Italian Translate to Russian Translate to Chinese Translate to Japanese

Rating: 1.7/5 (3961 votos)

ONLINE
1


 

how to stream super bowl 2021



Total de visitas: 854610

Navegando pelas Águas da Raiva.

Navegando pelas Águas da Raiva.

Navegando pelas Águas da Raiva: Transformando Adversidades em Construção Pessoal.

DrªEdna Paciência Vietta
(Psicóloga Cognitivo-Comportamental)

 


"A raiva é uma emoção humana natural e, em muitos casos, saudável, surgindo como uma resposta emocional a percepções de ameaças ou injustiças. No entanto, ela pode se tornar um problema quando se torna descontrolada e destrutiva, impactando negativamente o trabalho, a vida escolar, as relações pessoais e a qualidade de vida de modo geral. Quando descontrolada, a raiva nos faz sentir à mercê de uma emoção imprevisível e poderosa.
Sigmund Freud via a raiva como um complexo fenômeno psicológico, que pode atuar tanto como uma resposta a frustrações quanto como um mecanismo de defesa do ego. Esta emoção intensa muitas vezes surge quando nossas expectativas não são atendidas, levando a sentimentos de frustração, irritação e estresse.
Fisiologicamente, a raiva desencadeia a produção de cortisol, um hormônio relacionado ao estresse. O cortisol desempenha várias funções importantes no corpo, mas em excesso pode levar a problemas como baixa imunidade, gastrite, úlceras, alterações na pressão arterial e problemas cardiovasculares e psicológicos.
Para gerenciar a raiva de forma eficaz, algumas estratégias simples podem ser adotadas no dia a dia. É importante respirar profundamente, reconhecer mudanças fisiológicas no corpo, revisar pontos de vista e tentar expressar frustrações antes que elas cresçam. Utilizar o humor para controlar a raiva também pode ser eficaz. É crucial reconhecer a raiva logo no início para evitar explosões.
A sociedade muitas vezes vê a raiva de forma negativa, pois pode levar a comportamentos inadequados e situações constrangedoras. Além disso, o ódio intenso, uma emoção relacionada mas mais duradoura e intensa que a raiva, pode prejudicar a saúde mental, contribuindo para estresse, ansiedade e depressão. A presença constante de sentimentos negativos pode causar um sofrimento emocional contínuo, dificultando a cura e o perdão.
A raiva, no entanto, pode ser transformada em algo positivo. Como uma forma de energia poderosa, se bem canalizada, pode ser usada para criar, produzir, trabalhar, treinar esportes ou praticar uma arte.
É importante entender que a raiva não é apenas a expressão do ódio, mas também pode estar associada a irritabilidade, mau humor, mal-estar, desgosto, frustração, contrariedade e perdas. Durante um episódio de raiva, nosso córtex pré-frontal fica sobrecarregado, diminuindo nossa capacidade de regular emoções e levando a respostas emocionais extremas, como choro ou explosões de ira.
A raiva constante pode ser um sintoma de depressão, onde, em vez de tristeza ou apatia, a pessoa apresenta explosões de raiva. Na psicologia, acredita-se que o ódio pode originar-se do medo de enfrentar traumas internos e da própria história, criando uma sensação de ameaça que é combatida com ódio. Interessantemente, estudos neurocientíficos sugerem que amor e ódio podem ativar áreas semelhantes no cérebro, embora sejam emoções com redes cerebrais complexas e distintas.
Entender a raiva e aprender a lidar com ela é crucial para o bem-estar emocional e a saúde mental. Em casos de raiva frequente ou intensa, é aconselhável procurar ajuda profissional para desenvolver estratégias de gestão emocional e resolução de conflitos."